• Painel de Controle
Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Segunda

14ºMIN23ºMAX

Coxim - Terça

15ºMIN28ºMAX

Coxim - Quarta

17ºMIN31ºMAX

Coxim - Quinta

19ºMIN33ºMAX

5° Subgrupamento de Bombeiros Militar em Coxim Inicia Operação Carnaval na Região Norte
Bombeiros orientam sobre a importância de estar atento às medidas de segurança, evitando acidentes e promovendo momentos saudáveis de lazer e diversão.

Idest              08/02/2018    08h38
foto: Divulgação/ Idest

Os militares da Seção de Atividades Técnicas (SAT) do 5º Subgrupamento de Bombeiros Militar Independente iniciaram vistorias operacionais nos balneários da região Norte do Estado de Mato Grosso do Sul, visando fiscalizar as edificações quanto à necessidade de atender às normas estabelecidas pela Lei n° 4.335/2013, além de orientar os empresários e banhistas da importância de estar atento às medidas de segurança, evitando acidentes e promovendo momentos saudáveis de lazer e diversão. O 5° Subgrupamento de Bombeiros Militar em Coxim, visando a segurança dos envolvidos, esteve nos balneários de maior concentração de público orientando os proprietários para manterem atenção redobrada para com os banhistas, sempre alertando-os da necessidade de atendar às orientações de placas informativas e de risco presente no local, não permitindo que as pessoas se arrisquem ou tomem medidas que vão em desconformidade com as ordem e avisos dos guarda-vidas, responsáveis pelo local. 
Conforme a Norma Técnica n° 01/17, piscinas, rios, balneários e similares devem locar boias na proporção de dois a cada 500 metros quadrados de lâmina de água destinada aos banhistas; nos casos de rios, balneários e similares, além das boias, locar dois coletes salva-vidas a cada 500 metros quadrados de lâmina de água destinada aos banhistas. Para clubes, balneários e ocupações que proporcionem concentração de pessoas nas áreas destinadas aos banhistas, prever em nota, guarda-vidas na proporção de dois a cada 500 metros quadrados de lâmina de água. Nos casos de balneários com uso de rio, locar sinalização e limites da parcela do rio destinado aos banhistas. As áreas destinadas às piscinas de clubes, balneários, condomínios residenciais e similares, devem possuir acesso restrito com finalidade de evitar afogamentos de crianças ou pessoas portadoras de necessidades especiais; a restrição pode ser executada com cercamentos, portões ou elementos que delimitem as áreas destinadas às piscinas; altura mínima de 1,05 m e, caso o cercamento seja vazado, vãos com no máximo 15 cm que impossibilitem a  escalada de crianças. Além locar placas de sinalização previstas na Lei Estadual Nº 4214/2012. 


   
PUBLICIDADE
Dinapoli
PUBLICIDADE
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Formulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.