• Painel de Controle
Terça-feira, 23 de Outubro de 2018
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Terça

24ºMIN34ºMAX

Coxim - Quarta

23ºMIN28ºMAX

Coxim - Quinta

22ºMIN27ºMAX

Coxim - Sexta

23ºMIN29ºMAX

Brasil reencontra França na estreia da Copa dos Campeões e foca em título
Depois de conquistar o vice-campeonato da Liga Mundial e o título do Sul-Americano de forma invicta, o Brasil participa de sua última competição no ano e encerra a temporada na Copa dos Campeões. A seleção faz sua estreia na madrugada desta terça-feira contra a França, às 0h40, em Nagoya, no Japão.

ge              11/09/2017    14h50
foto: Divulgação

Copa dos Campeões

 

Se manter no topo e figurar entre as melhores seleções de vôlei no cenário mundial: essa é a meta de Renan Dal Zotto. Treinador e jogadores estão focados no resultado. Depois de conquistar o vice-campeonato da Liga Mundial e o título do Sul-Americano de forma invicta, o Brasil participa de sua última competição no ano e encerra a temporada na Copa dos Campeões. A seleção faz sua estreia na madrugada desta terça-feira contra a França, às 0h40, em Nagoya, no Japão.

 

Além de Brasil e França, Itália, Irã, Estados Unidos e Japão também jogam a Copa dos Campeões. Todas as seleções que duelam pelo título do torneio estão entre as dez melhores do mundo. Isso reflete o alto nível técnico da competição. Como este será o último compromisso da seleção na temporada, o técnico Renan conta que irá aproveitar para fazer as últimas análises deste início de ciclo e adianta um balanço.

- A equipe vem evoluindo. Tivemos pouco tempo para nos preparar para a Liga Mundial e tivemos uma boa participação. O Sul-Americano exige um pouco menos, mas também jogamos muito bem. Depois nos quatro amistoso contra os Estados Unidos mostramos uma evoluação legal. A Copa dos Campeões vai ser uma ótima oportunidade para mensurar bem em que momento que nós estamos, em que precisamos evoluir. É uma competição muito forte e os 14 atletas que vão jogar, estão preparados - disse.

 

- Já é uma tradição dentro do vôlei sempre buscar resultado. Sempre vamos abrir espaço (para novos jogadores), mas sempre com o pensamento de vencer. Nosso maior objetivo é permanecer número 1 do ranking. Há 13 anos lideramos e queremos nos manter assim. Queremos pontuar sempre e quando der, beliscar um primeiro lugar. O mais importante é buscar estar entre os melhores - frisou o treinador brasileiro. 

O Brasil reencontra logo de cara os franceses, algozes da Liga Mundial. No outro lado da quadra estará Ervin Ngapeth. Principal jogador da França e um dos responsáveis pela derrota brasileira no início de julho, em Curitiba. Na Copa dos Campeões, o título será decidido no formato de pontos corridos, por isso, uma vitória contra o time francês na primeira rodada pode definir o rumo do torneio.

- O importante é que o Brasil está sempre chegando. Esse é o "X" da questão. Nós podemos até bater na trave, mas estamos sempre chegando. Isso é algo que é difícil tirar da gente. Tem mais uma competição aí, e vamos tentar de novo. Cada partida será uma final para nós. A França tem um time muito bom, mas tem suas falhas como o nosso também tem e temos que explorar isso ao máximo - analisou o ponteiro Wallace.

 

Em Osaka, no centro de treinamento do Sakai Blazers, a equipe comandada pelo técnico Renan participou no último sábado de um jogo-treino contra os donos da casa e venceram com facilidade. No domingo, o time viajou para Nagoya, onde serão disputados os dois primeiros jogos da competição. Estão com o grupo brasileiro os levantadores Bruninho e Raphael, os opostos Wallace e Renan, os centrais Lucão, Maurício Souza, Isac e Otávio, os ponteiros Lucarelli, Maurício Borges, Douglas e Rodriguinho, e os líberos Tiago Brendle e Thales.

 


   
PUBLICIDADE
Dinapoli
PUBLICIDADE
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Formulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.